Embora muita gente ainda associe dieta com fome, saiba que num processo de emagrecimento saudável isso não deve acontecer.

Nosso organismo sabe do que precisa, e se há fome é porque você precisa comer.

A fome pode afetar diretamente o nosso dia a dia, nos deixando irritados, entre outras alterações de humor, e aumentando a chance de termos compulsões alimentares.

Ninguém consegue ser feliz sentindo fome por muito tempo. E, quando a pessoa se cansa disso, recomeça com os excessos, o que a faz recuperar todo o peso que perdeu e, às vezes, ganhar até mais.

É um ciclo sem fim, extremamente frustrante, que talvez você já conheça. 🙁

Por isso eu sou contra dietas – elas simplesmente não são sustentáveis a longo prazo.

No texto de hoje eu vou mostrar algumas dicas para que você evolua no processo de emagrecimento sem passar fome. Confira!

  • Faça mudanças graduais

É lógico que, num momento inicial de mudanças de hábitos, há um período de adaptação do organismo a novas escolhas e a um novo porcionamento.

Por isso, o ideal é ir fazendo mudanças graduais e não tomar atitudes drásticas que promovam fome ou mal-estar.

Eu acredito que quem evolui aos poucos vai longe. 😉

  • Não tenha medo de comer gorduras boas

Eu sempre defendo as gorduras nutritivas!

Elas são fundamentais inclusive no processo de emagrecimento.

Eu sei que em um primeiro momento pode parecer estranho aumentar o consumo de gorduras para emagrecer, mas a explicação para isso é que as gorduras boas nutrem sem causar picos de insulina em nosso organismo, um hormônio que está diretamente relacionado com o aumento da fome.

Explico tudo isso com detalhes e dicas práticas no meu programa de saúde Desafio Low Carb, que terá nova turma agora em novembro.

E quais são as gorduras boas? As gorduras naturais dos alimentos, além de coco e derivados, manteiga ghee, abacate, castanhas, azeite etc.

  • Troque os lanchinhos à base de carboidratos por lanches à base de gorduras ou proteínas

Se você parar para refletir, vai perceber que grande parte das opções práticas de lanches são à base de carboidratos. Frutas, barrinhas, cookies, pães, torradas…

E, como explicado acima, o consumo frequente de carboidratos aumenta a insulina e com isso bloqueia a queima de gordura e aumenta a fome.

Lanches mais nutritivos podem ser um ótimo segredo para que a fome seja controlada.

Alguns não são tão práticos como os lanches industrializados ricos em carboidratos, mas eu garanto que vale a pena o esforço!

Alguns exemplos: castanhas, whey protein, abacate, omelete, pão low carb com queijo, panquecas nutritivas e até chocolate rico em cacau (quanto mais, melhor).

  • Capriche nas escolhas

Lembre que, quanto mais nutritiva for a sua alimentação, maiores as chances de as suas células estarem bem-nutridas e, com isso, é menor a chance de você viver com fome.

Capriche na variedade e no consumo de fibras e antioxidantes com um cardápio colorido, fresco e baseado em comida de verdade.

  • Tome água

Por incrível que pareça, muita gente confunde sede com fome. Para que isso não aconteça, é importante se manter bem hidratado ao longo do dia.

E, ao sentir fome, tome antes um copo de água. Se passar, era sede; se persistir, é fome.

 

Além de todas essas dicas, analise também se você está comendo por hábito ou por alguma questão emocional como cansaço, tristeza, frustração ou tédio.

Espero que essas dicas te ajudem a ter sucesso no emagrecimento, mas sem sofrimento.

Porque isso é possível!

Se você quiser saber mais dicas como essa, com sugestões práticas e receitas, inscreva-se na minha newsletter. <3

 

Pin It on Pinterest

Share This